sábado, 14 de janeiro de 2017

LUZES AURORA BOREAL - UM ESPETÁCULO CELESTIAL

SOB LUZES DA AURORA BOREAL - 

Sob as luzes da aurora boreal, elevam-se os olhares para o céu, pondo-se a contemplar um fenômeno de rara beleza e mistério.

Sob as luzes da aurora boreal, elevam-se os olhares para o céu, pondo-se a contemplar um fenômeno de rara beleza e mistério.
Aurora boreal / Aurora austral 
Aurora boreal / Aurora austral
Fenômeno natural, que cria uma espetáculo luminoso colorido nos céus dos polos Norte e Sul.
Ocorre à noite, geralmente, nos meses de Setembro a Outubro e de Março a Abril.
É criado em decorrência do impacto de ventos solares com a atmosfera terrestre das regiões polares.
Sob as luzes da aurora boreal, elevam-se os olhares para o céu, pondo-se a contemplar um fenômeno de rara beleza e mistério.
Aurora boreal / Aurora austral 
No hemisfério Norte, o fenômeno é chamado de aurora boreal, no Sul, de aurora austral.

Aurora boreal / Aurora austral  Fenômeno natural, que cria uma espetáculo luminoso colorido nos céus dos polos Norte e Sul.  Ocorre à noite, geralmente, nos meses de Setembro a Outubro e de Março a Abril.  É criado em decorrência do impacto de ventos solares com a atmosfera terrestre das regiões polares.
Aurora boreal / Aurora austral 

Aurora boreal / Aurora austral  Fenômeno natural, que cria uma espetáculo luminoso colorido nos céus dos polos Norte e Sul.  Ocorre à noite, geralmente, nos meses de Setembro a Outubro e de Março a Abril.  É criado em decorrência do impacto de ventos solares com a atmosfera terrestre das regiões polares.
Aurora boreal / Aurora austral 
Aurora boreal / Aurora austral  Fenômeno natural, que cria uma espetáculo luminoso colorido nos céus dos polos Norte e Sul.  Ocorre à noite, geralmente, nos meses de Setembro a Outubro e de Março a Abril.  É criado em decorrência do impacto de ventos solares com a atmosfera terrestre das regiões polares.
Aurora boreal / Aurora austral 
Aurora boreal / Aurora austral  Fenômeno natural, que cria uma espetáculo luminoso colorido nos céus dos polos Norte e Sul.  Ocorre à noite, geralmente, nos meses de Setembro a Outubro e de Março a Abril.  É criado em decorrência do impacto de ventos solares com a atmosfera terrestre das regiões polares.
Aurora boreal / Aurora austral 

Aurora boreal / Aurora austral  Fenômeno natural, que cria uma espetáculo luminoso colorido nos céus dos polos Norte e Sul.  Ocorre à noite, geralmente, nos meses de Setembro a Outubro e de Março a Abril.  É criado em decorrência do impacto de ventos solares com a atmosfera terrestre das regiões polares.
Aurora boreal / Aurora austral 
 
Aurora boreal / Aurora austral  Fenômeno natural, que cria uma espetáculo luminoso colorido nos céus dos polos Norte e Sul.  Ocorre à noite, geralmente, nos meses de Setembro a Outubro e de Março a Abril.  É criado em decorrência do impacto de ventos solares com a atmosfera terrestre das regiões polares.
Aurora boreal / Aurora austral 

Aurora boreal / Aurora austral  Fenômeno natural, que cria uma espetáculo luminoso colorido nos céus dos polos Norte e Sul.  Ocorre à noite, geralmente, nos meses de Setembro a Outubro e de Março a Abril.  É criado em decorrência do impacto de ventos solares com a atmosfera terrestre das regiões polares.
Aurora boreal / Aurora austral 

Aurora boreal / Aurora austral  Fenômeno natural, que cria uma espetáculo luminoso colorido nos céus dos polos Norte e Sul.  Ocorre à noite, geralmente, nos meses de Setembro a Outubro e de Março a Abril.  É criado em decorrência do impacto de ventos solares com a atmosfera terrestre das regiões polares.
Aurora boreal / Aurora austral 

Aurora boreal / Aurora austral  Fenômeno natural, que cria uma espetáculo luminoso colorido nos céus dos polos Norte e Sul.  Ocorre à noite, geralmente, nos meses de Setembro a Outubro e de Março a Abril.  É criado em decorrência do impacto de ventos solares com a atmosfera terrestre das regiões polares.
Aurora boreal / Aurora austral 


Aurora boreal / Aurora austral  Fenômeno natural, que cria uma espetáculo luminoso colorido nos céus dos polos Norte e Sul.  Ocorre à noite, geralmente, nos meses de Setembro a Outubro e de Março a Abril.  É criado em decorrência do impacto de ventos solares com a atmosfera terrestre das regiões polares.
Aurora boreal / Aurora austral 


Aurora boreal / Aurora austral  Fenômeno natural, que cria uma espetáculo luminoso colorido nos céus dos polos Norte e Sul.  Ocorre à noite, geralmente, nos meses de Setembro a Outubro e de Março a Abril.  É criado em decorrência do impacto de ventos solares com a atmosfera terrestre das regiões polares.
Aurora boreal / Aurora austral 

Aurora boreal / Aurora austral  Fenômeno natural, que cria uma espetáculo luminoso colorido nos céus dos polos Norte e Sul.  Ocorre à noite, geralmente, nos meses de Setembro a Outubro e de Março a Abril.  É criado em decorrência do impacto de ventos solares com a atmosfera terrestre das regiões polares.
Aurora boreal / Aurora austral 


Aurora boreal / Aurora austral  Fenômeno natural, que cria uma espetáculo luminoso colorido nos céus dos polos Norte e Sul.  Ocorre à noite, geralmente, nos meses de Setembro a Outubro e de Março a Abril.  É criado em decorrência do impacto de ventos solares com a atmosfera terrestre das regiões polares.
Aurora boreal / Aurora austral 

Aurora boreal / Aurora austral  Fenômeno natural, que cria uma espetáculo luminoso colorido nos céus dos polos Norte e Sul.  Ocorre à noite, geralmente, nos meses de Setembro a Outubro e de Março a Abril.  É criado em decorrência do impacto de ventos solares com a atmosfera terrestre das regiões polares.
Aurora boreal / Aurora austral 

Aurora boreal / Aurora austral  Fenômeno natural, que cria uma espetáculo luminoso colorido nos céus dos polos Norte e Sul.  Ocorre à noite, geralmente, nos meses de Setembro a Outubro e de Março a Abril.  É criado em decorrência do impacto de ventos solares com a atmosfera terrestre das regiões polares.
Aurora boreal / Aurora austral 


FLOR DO DIA - DÁLIA, A FLOR QUE NÃO ECONOMIZA TINTA PARA SE COLORIR


A natureza, assim como a mão do homem, não economizou tinta para colorir as dálias. Elas são encontradas nas mais variadas combinações de cores e diversos formatos, e todas muito lindas !
Encante-se com essa aquarela chamada dália!
A natureza, assim como a mão do homem, não economizou tinta para colorir as dálias. Elas são encontradas nas mais variadas combinações de cores e diversos formatos, e todas muito lindas ! Encante-se com essa aquarela chamada dália!

Dahlia, nome comum dália. É uma planta de porte médio e de ciclo de vida longo.
Quando adulta, a planta chega a atingir até 1,50 metro.
 A planta floresce na Primavera e no Verão, tem flores várias cores.
É originária do México, onde é muito popular.
A natureza, assim como a mão do homem, não economizou tinta para colorir as dálias. Elas são encontradas nas mais variadas combinações de cores e diversos formatos, e todas muito lindas ! Encante-se com essa aquarela chamada dália!
Dália - A flor que não economiza tinta para se colorir
Foram os holandeses e os franceses os maiores incentivadores do cultivo e da produção de inúmeras espécies híbridas de dálias.
Os imigrantes holandeses contribuíram para a propagação desta flor no Brasil. Hoje, entre naturais e híbridas, existem mais de 3 000 variedades, com uma diversificação de formas, cores tamanhos e adaptações a diferentes condições.
A natureza, assim como a mão do homem, não economizou tinta para colorir as dálias. Elas são encontradas nas mais variadas combinações de cores e diversos formatos, e todas muito lindas ! Encante-se com essa aquarela chamada dália!
Dália - A flor que não economiza tinta para se colorir

Reprodução de dálias:
- Por meio de sementes, mudas das pontas dos ramos ou divisão das raízes ; sendo que esta última permite a propagação de um exemplar com características idênticas às da planta-mãe.
- Substrato ideal para o plantio: 2 partes de terra comum, 2 partes de terra vegetal e 1 parte de areia
- Clima ideal: ameno
- Luminosidade: em locais de clima frio, precisa de no mínimo 4 horas de sol pleno; já em clima quente, recomenda-se o cultivo à meia-sombra
- Regas: manter o solo sempre húmido, sem encharcar
- Floração: produz flores isoladas na primavera e no verão, em várias cores
- Cuidados: necessita de proteção contra ventos e adubação orgânica a cada três meses.

A natureza, assim como a mão do homem, não economizou tinta para colorir as dálias. Elas são encontradas nas mais variadas combinações de cores e diversos formatos, e todas muito lindas ! Encante-se com essa aquarela chamada dália!
Dália - A flor que não economiza tinta para se colorir
A natureza, assim como a mão do homem, não economizou tinta para colorir as dálias. Elas são encontradas nas mais variadas combinações de cores e diversos formatos, e todas muito lindas ! Encante-se com essa aquarela chamada dália!
Dália - A flor que não economiza tinta para se colorir
A natureza, assim como a mão do homem, não economizou tinta para colorir as dálias. Elas são encontradas nas mais variadas combinações de cores e diversos formatos, e todas muito lindas ! Encante-se com essa aquarela chamada dália!
Dália - A flor que não economiza tinta para se colorir


A natureza, assim como a mão do homem, não economizou tinta para colorir as dálias. Elas são encontradas nas mais variadas combinações de cores e diversos formatos, e todas muito lindas ! Encante-se com essa aquarela chamada dália!
Dália - A flor que não economiza tinta para se colorir

A natureza, assim como a mão do homem, não economizou tinta para colorir as dálias. Elas são encontradas nas mais variadas combinações de cores e diversos formatos, e todas muito lindas ! Encante-se com essa aquarela chamada dália!
Dália - A flor que não economiza tinta para se colorir
A natureza, assim como a mão do homem, não economizou tinta para colorir as dálias. Elas são encontradas nas mais variadas combinações de cores e diversos formatos, e todas muito lindas ! Encante-se com essa aquarela chamada dália!
Dália - A flor que não economiza tinta para se colorir


A natureza, assim como a mão do homem, não economizou tinta para colorir as dálias. Elas são encontradas nas mais variadas combinações de cores e diversos formatos, e todas muito lindas ! Encante-se com essa aquarela chamada dália!
Dália - A flor que não economiza tinta para se colorir
A natureza, assim como a mão do homem, não economizou tinta para colorir as dálias. Elas são encontradas nas mais variadas combinações de cores e diversos formatos, e todas muito lindas ! Encante-se com essa aquarela chamada dália!
Dálias - A flor que não economiza tinta para se colorir

A natureza, assim como a mão do homem, não economizou tinta para colorir as dálias. Elas são encontradas nas mais variadas combinações de cores e diversos formatos, e todas muito lindas ! Encante-se com essa aquarela chamada dália!
Dália cactus


A natureza, assim como a mão do homem, não economizou tinta para colorir as dálias. Elas são encontradas nas mais variadas combinações de cores e diversos formatos, e todas muito lindas ! Encante-se com essa aquarela chamada dália!
Dália - A flor que não economiza tinta para se colorir





Dahlia, nome comum dália. É uma planta de porte médio e de ciclo de vida longo. Quando adulta, a planta chega a atingir até 1,50 metro.  A planta floresce na Primavera e no Verão, tem flores várias cores. É originária do México, onde é muito popular.
Dália - A flor que não economiza tinta para se colorir
Dahlia, nome comum dália. É uma planta de porte médio e de ciclo de vida longo. Quando adulta, a planta chega a atingir até 1,50 metro.  A planta floresce na Primavera e no Verão, tem flores várias cores. É originária do México, onde é muito popular.
Dália - A flor que não economiza tinta para se colorir

Dahlia, nome comum dália. É uma planta de porte médio e de ciclo de vida longo. Quando adulta, a planta chega a atingir até 1,50 metro.  A planta floresce na Primavera e no Verão, tem flores várias cores. É originária do México, onde é muito popular.
Dália - A flor que não economiza tinta para se colorir
Dahlia, nome comum dália. É uma planta de porte médio e de ciclo de vida longo. Quando adulta, a planta chega a atingir até 1,50 metro.  A planta floresce na Primavera e no Verão, tem flores várias cores. É originária do México, onde é muito popular.
Dália - A flor que não economiza tinta para se colorir



Dahlia, nome comum dália. É uma planta de porte médio e de ciclo de vida longo. Quando adulta, a planta chega a atingir até 1,50 metro.  A planta floresce na Primavera e no Verão, tem flores várias cores. É originária do México, onde é muito popular.
Variedades de dálias

Dahlia, nome comum dália. É uma planta de porte médio e de ciclo de vida longo. Quando adulta, a planta chega a atingir até 1,50 metro.  A planta floresce na Primavera e no Verão, tem flores várias cores. É originária do México, onde é muito popular.
Jardim de dálias


Invasão de Caranguejos Transforma Ilha Habitada Em Um Mar Vermelho

A GRANDE MIGRAÇÃO DE CARANGUEJOS
Invasão de Caranguejos Transforma Ilha Habitada Em Um Mar Vermelho
A GRANDE MIGRAÇÃO DE CARANGUEJOS Invasão de Caranguejos Transforma Ilha Habitada Em Um Mar Vermelho
Fenômeno migratório de caranguejos em ilha australiana
Todo ano, entre os meses de Novembro e Janeiro, milhões de caranguejos terrestres migram das florestas para o mar, com objetivos de reprodução e desova.
Durante sua marcha rumo ao oceano, os caranguejos transformam o chão da ilha australiana em um tapete vermelho.
Todo ano, entre os meses de Novembro e Janeiro, milhões de caranguejos terrestres migram das florestas para o mar, com objetivos de reprodução e desova. Durante sua marcha rumo ao oceano, os caranguejos transformam o chão da ilha australiana em um tapete vermelho.
Fenômeno migratório de caranguejos em ilha australiana

O fenômeno atrai a atenção de inúmeros turistas, cientistas e pesquisadores, que viajam à ilha nessa época para observar o acontecimento.

O fenômeno atrai a atenção de inúmeros turistas, cientistas e pesquisadores, que viajam à ilha nessa época para observar o acontecimento.
Milhares de caranguejos são mortos durante migração
A migração é tão intensa que, para impedir que os crustáceos sejam esmagados, ruas e estradas são fechadas. Tanto as autoridades, quanto pessoas interessadas em proteger os caranguejos, empenham-se nessa tarefa. Até mesmo pontes plásticas são construídas sobre as estradas para que os caranguejos atravessem sem perigo.



A migração é tão intensa que, para impedir que os crustáceos sejam esmagados, ruas e estradas são fechadas. Tanto as autoridades, quanto pessoas interessadas em proteger os caranguejos, empenham-se nessa tarefa. Até mesmo pontes plásticas são construídas sobre as estradas para que os caranguejos atravessem sem perigo.
Milhares de caranguejos são mortos durante migração
Segundo o Parque Nacional da Ilha Christmas, no sudoeste da Austrália, são cerca de 120 milhões de caranguejos transitando pela ilha durante a estação chuvosa . Eles apenas prosseguem a migração com chuva. Pois, de outra forma, o calor do Sol os queimaria.

No entanto, mesmo toda essa massa de caranguejos e todos os esforços empenhados, não conseguem impedir que os 1,2 mil moradores locais prossigam com suas atividades diárias, nem que muitos caranguejos sejam mortos por predadores ou esmagados pelos carros que circulam pela ilha .
Também é comum vê-los invadindo casas, ao longo dessa travessia que pode levar 18 dias para ser concluída.



Essa grande migração, pelo que pesquisei, funciona mais ou menos da seguinte forma:
Os machos a iniciam e, mais adiante, são seguidos pelas fêmeas.Eles chegam primeiro e vão cavando suas tocas enquanto aguardam por elas. Então, eles se encontram e acasalam, ao fim, os machos retornam ao centro da ilha, de onde partiram. Enquanto isso, as fêmeas aguardam pelo momento certo de desovar os milhares de ovos que carregam consigo.
Travessia de caranguejos migratórios
Os machos a iniciam e, mais adiante, são seguidos pelas fêmeas.Eles chegam primeiro e vão cavando suas tocas enquanto aguardam por elas. Então, eles se encontram e acasalam, ao fim, os machos retornam ao centro da ilha, de onde partiram.
Enquanto isso, as fêmeas aguardam pelo momento certo de desovar os milhares de ovos que carregam consigo. Após deixar seus ovos no mar, em piscinas mais protegidas de predadores, é a vez delas retornarem ao ponto de partida.
As fêmeas vão, mas os filhotes permanecem lá até adquirirem resistência suficiente para percorrer os caminhos que seus pais fizeram.
Muitos desses filhotes, obviamente, sequer sobrevivem às primeiras horas de vida, tampouco aos dias seguintes. Mas, os que sobrevivem à todas as adversidades que encontram pela frente, podem então, concluir a grande migração anual dos caranguejos vermelhos da Ilha Christmas.

No entanto, mesmo toda essa massa de caranguejos e todos os esforços empenhados, não conseguem impedir que os 1,2 mil moradores locais prossigam com suas atividades diárias, nem que muitos caranguejos sejam mortos por predadores ou esmagados pelos carros que circulam pela ilha . Também é comum vê-los invadindo casas, ao longo dessa travessia que pode levar 18 dias para ser concluída.
Ilha australiana tomada por caranguejos 

No entanto, mesmo toda essa massa de caranguejos e todos os esforços empenhados, não conseguem impedir que os 1,2 mil moradores locais prossigam com suas atividades diárias, nem que muitos caranguejos sejam mortos por predadores ou esmagados pelos carros que circulam pela ilha . Também é comum vê-los invadindo casas, ao longo dessa travessia que pode levar 18 dias para ser concluída.
Ponte de proteção para a travessia dos caranguejos

As fêmeas vão, mas os filhotes permanecem lá até adquirirem resistência suficiente para percorrer os caminhos que seus pais fizeram. Muitos desses filhotes, obviamente, sequer sobrevivem às primeiras horas de vida, tampouco aos dias seguintes. Mas, os que sobrevivem à todas as adversidades que encontram pela frente, podem então, concluir a grande migração anual dos caranguejos vermelhos da Ilha Christmas.
Milhões de caranguejos em migração para se reproduzirem

As fêmeas vão, mas os filhotes permanecem lá até adquirirem resistência suficiente para percorrer os caminhos que seus pais fizeram. Muitos desses filhotes, obviamente, sequer sobrevivem às primeiras horas de vida, tampouco aos dias seguintes. Mas, os que sobrevivem à todas as adversidades que encontram pela frente, podem então, concluir a grande migração anual dos caranguejos vermelhos da Ilha Christmas.
Tapete vermelho de caranguejos em sua migração anual reprodutória 

As fêmeas vão, mas os filhotes permanecem lá até adquirirem resistência suficiente para percorrer os caminhos que seus pais fizeram. Muitos desses filhotes, obviamente, sequer sobrevivem às primeiras horas de vida, tampouco aos dias seguintes. Mas, os que sobrevivem à todas as adversidades que encontram pela frente, podem então, concluir a grande migração anual dos caranguejos vermelhos da Ilha Christmas.
Grande migração anual de caranguejos na Ilha de Natal, Autrália


(Fontes da pesquisa: http://g1.globo.com, arquitetarartes.blogspot.com.br)