sexta-feira, 3 de março de 2017

O CARNAVAL E AS PLUMAS - Foliões emplumados e aves Depenadas

Para Cada Folião Emplumado, Várias Aves São Depenadas !

O carnaval promove um belíssimo espetáculo, de brilho, cor e alegria, sem dúvidas. Adoro essa festa!
Mas, se pararmos para pensar na origem das plumas, usadas na confecção daquelas lindas fantasias, veremos que o brilho da festa fica, consideravelmente, ofuscado.

O carnaval promove um belíssimo espetáculo, de brilho, cor e alegria, sem dúvidas. Adoro essa festa! Mas, se pararmos para pensar na origem das plumas, usadas na confecção daquelas lindas fantasias, veremos que o brilho da festa fica, consideravelmente, ofuscado.
 Foliões emplumados e aves Depenadas

O consumo de penas e plumas é bastante impulsionado por conta das fantasias. Aves de plumagens exuberantes como as de faisões, avestruzes, pavões e outras, são as mais visadas nessa época.

Ao contrário do que é divulgado por uns e acreditado por outros, esse tanto de penas não cai naturalmente. Embora a muda de penas seja um processo natural, não tem como esperar que elas caiam, para então, serem coletadas. Não em escala comercial. Para esse fim, a produção de penas precisa ser acelerado, e são arrancadas das aves, fria e dolorosamente !

Mas o carnaval não é o único vilão da história. Não. Ele é apenas uma parte da engrenagem que mantém girando a roda da produção e do consumo.

Desde sempre e mesmo sem carnaval, as penas seguem sendo utilizadas também para fazer espanadores, adornos, enchimentos de casacos e travesseiros, na decoração e em muito mais.
Gansos e outras aves, de plumagens macias, são as maiores vítimas da nossa falsa necessidade desse subproduto animal.

Mesmo sendo criados em cativeiro, para o animal, importa apenas que ele está tendo suas penas arrancadas seguidamente.
É lamentável, mas assim como a indústria de peles, a de penas e plumas também considera que o produto de é de melhor qualidade quando retirado de aves ainda vivas.
Assim, aves têm suas penas arrancadas várias ao ano, iniciando com elas jovens para que as penas sejam bem macias e mais valiosas. Apenas anos depois é que são abatidos para o consumo de carne.

E isso ocorre mesmo com as penas naturais podendo ser facilmente substituídas por produtos de origem vegetal ou sintéticos. Mas, no fim, trata-se mais de demostração de poder aquisitivo, de que uma necessidade ou de um consumo consciente.

Mas nem tudo está totalmente perdido; embora ainda muito timidamente, uma nova mentalidade começa a se desenhar na indústria do carnaval...

Desde sempre e mesmo sem carnaval, as penas seguem sendo utilizadas também para fazer espanadores, adornos, enchimentos de casacos e travesseiros, na decoração e em muito mais. Gansos e outras aves, de plumagens macias, são as maiores vítimas da nossa falsa necessidade desse subproduto animal.
Produção de penas e plumas - Uma tortura para as aves